Lipoaspiração: limites de segurança e novas tecnologias

Lipoaspiração: limites de segurança e novas tecnologias

LIPOASPIRAÇÃO: LIMITES DE SEGURANÇA E NOVAS TECNOLOGIAS.

A CIRURGIA PLÁSTICA MAIS REALIZADA DE ACORDO COM DADOS DA SBCP (SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA) E DA ASAPS (AMERICAN SOCIETY FOR AESTHETIC PLASTIC SURGERY) É A LIPOASPIRAÇÃO. FORAM MAIS DE 211 MIL CIRURGIAS REALIZADAS NO BRASIL EM 2012.

É indicada para remover gorduras localizadas. Entende-se por gordura localizada um percentual de gordura mais acentuado em algumas regiões do corpo em comparação com outras. Assim, não conseguimos reduzir todo o percentual de gordura de um indivíduo com a lipoaspiração e sim remover gorduras em excesso de algumas Áreas.

Nestas regiões , as células de gordura existem em maior quantidade e são mais volumosas e mais difíceis de serem reduzidas com o emagrecimento. Uma vez que estas células aumentam, haverá sempre um aspecto mais volumoso, e, assim, aparecerão os pneuzinhos e a barriga que apesar de emagrecermos, não reduzem mais.

As áreas mais comuns possíveis de terem estes acúmulos são:

Abdome, culotes, flancos , dorso, braço posterior, coxa interna, submento, região mamária.

Áreas mais comuns de haver acúmulos de gordura

Portanto a lipo não é um procedimento para emagrecer e sim para reduzir as áreas de gorduras localizadas. Para modelar o contorno corporal.

Algumas áreas, como parte anterior das coxas , canelas, parte posterior das coxas não são possíveis de serem lipoaspiradas pois podem ficar com irregularidades na pele com muita frequência.

COMO É REALIZADA A LIPOASPIRAÇÃO

A lipoaspiração pode ser realizada com anestesia local e sedação, para lipos pequenas e que não necessitem virar o paciente de bruço como é o caso da lipoaspiração dos flancos. Bloqueio peridural ou anestesia geral para cirurgias de médio e grande porte. Hoje a anestesia geral é feita endovenosa para este tipo de procedimento. São anestesias mais superficiais e precisas, e, portanto, mais seguras. A anestesia geral apesar de ter um estigma de perigosa, há um controle total dos sinais vitais tais como respiração e coração do paciente.

Depois de anestesiar, é injetada uma solução com soro fisiológico e adrenalina (medicamento que fecha os vasos para evitar o sangramento). É preciso aguardar em média 10 minutos para iniciar a cirurgia. Tempo necessário para a adrenalina agir e evitar sangramentos e que fiquem roxas as áreas aspiradas.

Nunca devem ser feitos procedimentos com qualquer tipo de anestésico ou sedativos em clínicas ou consultórios sem estrutura hospitalar. É muito importante que haja equipamentos e medicamentos necessários para um procedimento cirúrgico para atender eventuais emergências.

TECNOLOGIAS MODERNAS EM LIPOASPIRAÇÃO

Hoje dispomos de equipamentos como laser e a lipo ultrassônica (VASER – saiba mais aqui) que derretem a gordura de forma menos traumática. São cânulas que têm na extremidade laser ou ultrasson. O procedimento poupa os vasos sanguíneos e consequentemente resultará em menos áreas roxas. Além de aquecer o colágeno internamente e promover um verdadeiro encolhimento da pele em excesso. É importante lembrar que a intensidade deste encolhimento irá depender da reação da pele de cada indivíduo.

Hoje utilizamos cânulas finas e equipamentos precisos com a finalidade de agredir menos e melhorar o encolhimento da pele, pois a flacidez pode tornar a lipoaspiração inviável para alguns pacientes, sem a ajuda destes equipamentos.

Procedimento VASER com cânulas finas – procedimento menos traumático

RESULTADOS EM LIPOASPIRAÇÃO

Os resultados da lipoaspiração dependem de aplicar a técnica nos casos corretos. Para flacidez de pele muito grande por exemplo, é preciso ter cuidado para não deixar irregularidades pois a pele precisa se acomodar ao menor volume de gordura. Caso contrário ocorre a retração (encolhimento) da pele ,o que acarretará em zonas de depressão e um aspecto ondulado. Pacientes muito acima do peso que queiram emagrecer com o procedimento certamente terão resultados insatisfatórios. Para gordura dentro do abdomen (aquela barriga dura e abaulda mais comum em homens, a famosa “barriga de chope”) não é eficiente a aplicação da lipoaspiração.

Outro ponto importante é o aspecto da pele. Peles espessas , da região das costas e flancos, sem estrias , pacientes masculinos, têm melhores resultados pelo encolhimento mais intenso. Já peles da coxa interna, abdomen pós gravidez, é preciso ter cuidado na remoção de gordura em excesso para não ficar com irregularidades. A lipo ultrassônica ajuda muito na melhor retração da pele nestes caso.

Emagrecer depois da cirurgia sempre poderá melhorar os resultados . Além disso, na estética do contorno corporal á importante ganhar massa muscular. Se o paciente engordar pouco, a gordura localizada não voltará com o excesso que havia antes , e, o contorno se mantém. Já um ganho de peso na ordem de 5 a 10 kg, poderá estragar o resultado.

A LIPOASPIRAÇÃO É UM PROCEDIMENTO SEGURO QUANDO OBSERVADAS TODAS AS REGRAS DE SEGURANÇA

Não exceder um limite de segurança em quantidade que se pode aspirar em cada paciente. Isto varia de acordo com o peso e altura da pessoa. O Conselho Federal de Medicina permite que até 7% do peso corpóreo do paciente seja retirado numa lipoaspiração úmida e no máximo 4% numa cirurgia seco (sem solução tumescente). Por exemplo, uma pessoa que pesa 70kg pode aspirar, no máximo, 4kg. Se a lipoaspiração for muito volumosa, a perda sanguínea também poderá ser.

A Cirurgia deve ser realizada em ambiente clínico-hospitalar ou hospitais que tenham salas de cirurgia bem equipadas e profissionais especialistas para realizarem os procedimentos. Mesmo pequenos procedimentos não devem ser realizados em consultórios, pois qualquer intercorrência em um ambiente onde não haja recursos necessários de tratamento e suporte, pode resultar em um prejuízo grave a saúde. Não realizar cirurgias com profissionais que não sejam especialistas. A especialização médica é regulamentada pelo CRM e garante que o médico teve treinamento adequado e que foi submetido a testes de capacitação, o que aumenta a segurança das cirurgias.

Prevenção do tromboembolismo

O tromboembolismo pulmonar é situação rara, mas grave. Pode acometer pacientes de qualquer idade que se submetam a cirurgias de qualquer tipo ou simplesmente que fiquem parados por muito tempo ,como, por exemplo, em uma viagem longa de avião. Os trombos são coágulos que se formam dentro das veias pelo fluxo baixo de sangue que acontece em situações associados a fotores predisponentes de cada indivíduo ,como, por exemplo, uso de anticoncepcionais, fumo , varizes, uso de alguns medicamentos e realização de cirurgias muito longas.

Normalmente se formam nas panturrilhas e podem se desprender e obstruir vasos importantes como por exemplo dos pulmões ocasionando o que chamamos de embolia pulmonar.

Por isso, os pacientes devem ser avaliados pela equipe médica afim de identificar se há a necessidade de fazer a prevenção do tromboembolismo. São medidas estabelecidas por normas internacionais que são adotadas por clínicas e hospitais com regras de segurança do paciente.

São estas: uso de meias elásticas , massageadores de panturrilhas que simulam uma caminhada enquanto o paciente está deitado, e, quando indicado o uso de medicamentos anticoagulantes injetáveis após a cirurgia.

MUITO IMPORTANTE – Não fazer cirurgias associadas com tempo muito prolongado

É preferível realizar procedimentos em duas etapas ao invés de cirurgias muito longas. Cirurgias combinadas ou com tempo estendidos aumentam o risco de complicações como o tromboembolismo, infecções, além de aumentarem o edema pós operatório.

PÓS OPERATÓRIO

– Uso da malha compressiva é recomendado por no mínimo 30 dias.

– Importante fazer drenagem linfática para previnir fibroses de 10 a 15 sessões em dias alternados.

– A partir da segunda semana o uso do ultrasson para drenagem é recomendado.

– A lipoaspiração não tem cortes, apenas incisões, o que não impede o retorno ao trabalho e as atividades físicas por muito tempo. Pode haver desconforto caso o indivíduo se exceda durante a primeira semana.

– Em média depois de 15 dias é possível se sentir confortável para voltar à atividade física.

– Depois de 4 semanas podemos utilizar tratamentos como “ o freeze “ (saiba mais aqui) para ter uma maior eficiência na correção da flacidez.

– A cicatrização completa de qualquer cirurgia leva 6 meses. Dentro deste período ainda pode haver alterações de sensibilidade e acomodação da pele, bem como fibroses. Normalmente os resultados iniciais da lipoaspiração poderão ser vistos em 30 dias, porém, para que a pele se acomode bem leva em torno de 3 meses.

– A exposição ao sol poderá acontecer entre o primeiro e segundo mês de pós operatório. Dependerá de não ter manchas roxas na pele mesmo que bem discretas. Ainda que elas existam é recomendável não bronzear a pele por um período de 3 a 6 meses. Usar bloqueadores solares neste período. Se tomar sol sobre as manchas elas ficarão tatuadas na pele e dificilmente conseguirão ser removidas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

× Como posso te ajudar?