8 FATORES DE RISCO DO CÂNCER DE MAMA

8 FATORES DE RISCO DO CÂNCER DE MAMA

Este mês é conhecido como Outubro Rosa, movimento criado nos anos 90 para conscientizar as pessoas sobre o câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce, que aumenta as chances de cura da doença.

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. Uma em cada quatro mulheres diagnosticadas com câncer, tem câncer de mama.

A doença também acomete homens mais raramente, representando apenas 1% do total de casos da doença.

Embora haja avanços no diagnóstico e tratamento, não há uma causa específica para a doença. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), existe um conjunto de fatores que podem desencadear neste tipo de câncer.

Devido a isso, separamos os 8 fatores de riscos do câncer de mama, confira a seguir:

1ª Mama densa (identificada na mamografia);
2ª Não ter engravidado;
3ª Obesidade ou excesso de peso corporal;
4ª Não ter o primeiro parto antes dos 30 anos;
5ª Falta de atividade física;
6ª Não ter amamentado;
7ª Histórico de câncer de mama na família;
8ª Uso de hormônios (anticoncepcional) ou terapia de reposição hormonal, por longos períodos e sem controle médico;

O acompanhamento frequente com o ginecologista e a realização de exames periódicos ajudam na determinação do grau de risco que a paciente tem de desenvolver o câncer de mama em alguma fase da vida, por isso a importância do Outubro Rosa.

Com essa informação, é possível determinar quais medidas devem ser adotadas com o intuito de se diminuir os riscos da doença. Dentre essas medidas estão terapias com medicamentos e cirurgias redutoras de risco.

Como resultado, se detectado precocemente, a chance de cura chega a 95% e o tratamento é bem menos agressivo.

Clique aqui e agende sua consulta.

Escreva um comentário

Seu email não será divulgado