Prótese mamária. Respondemos as perguntas mais comuns!

Prótese mamária. Respondemos as perguntas mais comuns!

A busca pela satisfação estética corporal e pelo aumento da autoestima passa muitas vezes pelo desejo de realizar algum procedimento nas mamas. É então que surge o questionamento sobre o uso da prótese mamária, ou prótese de silicone, sendo a sua inclusão uma das cirurgias plásticas mais comuns atualmente no Brasil.

No entanto, ainda existem muitas dúvidas a respeito do uso da prótese, dos vários tipos existentes, do prazo de validade e até mesmo se é possível amamentar após a colocação da prótese. Respondemos essas e outras dúvidas a respeito de prótese de mama e explicamos tudo que você precisa saber. Confira abaixo e ótima leitura!

O que é uma prótese mamária?

Utilizada tanto para aumento quanto para correção das mamas, a prótese mamária é um tipo de implante composto por diversas camadas externas de silicone sob a forma de elastômero e preenchida por um gel coeso também de silicone Esta é uma substância altamente biocompatível, isto é, produz pouca ou nenhuma reação quando em contato com o nosso corpo.

O procedimento cirúrgico para a inclusão da prótese é conhecido cientificamente como mamoplastia de aumento e, como já falamos, tem o objetivo aumentar, corrigir ou devolver o volume dos seios, proporcionando melhor firmeza, simetria e contorno.

Quais as indicações da prótese?

O uso da prótese mamária é indicado para mulheres que desejam aumentar o volume dos seios, melhorar o seu formato, ter um colo mais definido, diminuir a diferença de tamanho entre as duas mamas e recuperar a firmeza perdida algumas vezes após o processo de amamentação.

Qual o tamanho mais adequado da prótese mamária?

A escolha do tamanho da prótese varia de acordo com uma série de fatores, como as medidas do tórax da paciente, o posicionamento e o formato da prótese, assim como a altura da mulher e a resistência e rigidez da pele, que deverá ser capaz de suportar a prótese.

Além disso, a escolha da prótese varia de acordo com o desejo estético da mulher e do resultado esperado com o procedimento, sendo feita de forma conjunta pela paciente e pelo médico responsável, visando a obtenção dos melhores resultados possíveis.

Quais os principais tipos de próteses?

Atualmente, existem três principais tipos de próteses mamárias em utilização no Brasil: as próteses redondas, as próteses anatômicas (em formato de gota) e as próteses cônicas. Cada um dos tipos de próteses existentes apresenta resultados estéticos distintos e é interessante conhecê-los e discutir a melhor opção junto ao médico. Explicamos melhor os três tipos de próteses de mama, abaixo:

Próteses redondas

A prótese de mama redonda é, atualmente, o tipo de prótese de silicone mais escolhida pelas mulheres, tendo em vista que o seu preenchimento é feito por igual, aumentando o volume do colo e oferecendo resultado estético mais satisfatório nesta região.

Ela geralmente é utilizada para dar o efeito de que os seios estão mais empinados, marcando o contorno da mama na região superior do tórax.

Próteses anatômicas

As próteses anatômicas ou em formato de gota são aquelas que “imitam” o formato natural dos seios, sendo utilizadas principalmente nos procedimentos de reconstrução de mama em mulheres que passaram por procedimento de mastectomia, por exemplo. Elas apresentam uma maior projeção no seu pólo inferior, deixando uma transição mais suave entre o tórax e a mama no pólo superior.

Próteses cônicas

As próteses cônicas possuem menor base e maior projeção, sendo mais “pontudas” do que os demais tipos de prótese. Como resultado, os seios são bastante projetados para a frente, sendo indicada para mulheres que apresentam leve grau de queda dos seios e um tórax mais estreito.

O que são perfis de prótese mamária?

Quando falamos de próteses mamárias ou de próteses de silicone, também é comum ouvir as expressões “prótese de perfil baixo” ou “prótese de perfil alto”.

Quando falamos do perfil da prótese, estamos falando do volume de silicone que preenche a prótese mamária, impactando diretamente em seu tamanho e principalmente na sua projeção, isto é, o quanto a prótese irá deslocar a mama para frente. Explicamos abaixo o que significa cada uma dessas expressões para você entender:

De perfil baixo e de perfil moderado

As próteses de perfil baixo e de perfil moderado são aquelas com maior base e menor projeção, ou seja, são próteses mamárias com menor altura. Esse tipo de prótese é mais utilizado em procedimentos de reconstrução mamária, ou também naquelas que desejam uma projeção menor, um resultado mais natural ou ainda naquelas que possuem um tórax mais largo.

De perfil alto e de perfil super alto

Os tipos de próteses mais utilizados para os procedimentos estéticos de aumento do volume dos seios, as próteses mamárias de perfil alto e super alto, são aquelas com maior preenchimento de silicone na prótese, resultando em maior volume em uma menor base. Ou seja, o ganho de volume é sentido principalmente para frente, em projeção, evitando que a mama aumente para as laterais do tórax.

A escolha entre o perfil alto ou super alto varia de acordo com o desejo da paciente, das características físicas da pele e do tórax e da recomendação do cirurgião, devendo ser feita de forma conjunta pela paciente e pelo especialista.

É possível amamentar após a aplicação da prótese mamária?

Outra dúvida bastante comum e que muitas mulheres ainda possuem é a respeito da possibilidade de amamentar após a implantação da prótese mamária. Como o seu posicionamento é feito abaixo da glândula, em grande parte dos casos é possível amamentar sem qualquer tipo de problema, mesmo em procedimentos realizados através da aréola, pois a grande maioria dos ductos mamários não é afetada neste procedimento.

Qual o prazo de validade de uma prótese?

As próteses de silicone utilizadas atualmente não possuem prazo de validade determinado, ou seja, elas não possuem uma recomendação de troca estipulada pelo fabricante. Existem casos onde são realizadas trocas das próteses após muitos anos, por desejo de mudança estética da mulher, em que as próteses estão completamente íntegras e sem qualquer tipo de desgaste.

Existe risco de rejeição da prótese mamária?

Por ser um material extremamente inerte para o corpo humano (biocompatível), o risco de rejeição da prótese de silicone é muito baixo, sendo raros os casos em que esse tipo de complicação ocorre, já que o material da prótese médica não é visto pelo corpo como um um invasor.

O que você achou de entender mais a respeito das próteses de silicone e de nossas respostas para as principais dúvidas sobre prótese mamária? Nos acompanhe nas redes sociais pelo Facebook e Instagram e deixe seu comentário abaixo, em caso de dúvidas. Conte conosco!

Comentar

Seu e-mail não será divulgado

× Como posso te ajudar?