Transplante capilar – O que é, como funciona, para quem é recomendado?

Transplante capilar – O que é, como funciona, para quem é recomendado?

Considerado um dos problemas que mais comprometem a autoestima e a autoimagem, a calvície costuma incomodar muito homens e mulheres, mas existem tratamentos, como o transplante capilar, que permitem obter ótimos resultados, por meio de técnicas modernas e pouco invasivas.

Tendo em vista que os cabelos são considerados a moldura da face, o transplante capilar permite resolver essa situação desconfortante e que pode impactar na maneira como a pessoa expressa seu estilo e gostos pessoais, influenciando até mesmo na autopercepção do indivíduo.

Explicamos agora o que você precisa saber a respeito do transplante capilar, como ele funciona, como ele é feito, quando ele é recomendado e para que serve esse tratamento. Confira abaixo e ótima leitura!

O que é transplante capilar?

A calvície, também conhecida como queda de cabelo, atinge homens e mulheres e, mesmo que não cause danos à saúde, pode afetar negativamente a autoestima, sendo em muitos casos o transplante capilar é a solução mais recomendada, já que permite obter resultados permanentes e naturais.

Existem diversas nomenclaturas utilizadas para se referir ao transplante capilar, sendo que as mais comuns são transplante de cabelo, implante capilar, transplante de unidades foliculares ou implante de unidades foliculares, sendo que todos esses termos se referem ao mesmo tipo de procedimento.

É possível conceituar o transplante capilar como um processo que realiza a transferência de raízes capilares de uma região do couro cabeludo onde o cabelo não apresenta queda (em geral na região acima das orelhas e posterior da cabeça) para um local onde o cabelo já caiu ou está caindo, que em geral são as regiões da coroa, entradas e anterior da cabeça.

Como ele funciona?

Além do transplante capilar, existem outras opções para o tratamento da calvície, sendo elas: medicamentos, loções e outros produtos. Nos casos onde esse tipo de tratamento não surte o efeito desejado ou em casos pontuais e, de acordo com o parecer médico, o transplante pode ser recomendado como primeira opção. Quando decidido pelo transplante capilar, o médico especialista fará análise da área afetada pela calvície, que receberá o transplante, e também da área doadora, que fornecerá os folículos, mapeando do procedimento.

Como ele é feito?

Primeiro são retirados folículos capilares da área doadora, já que o transplante é feito com os cabelos da própria pessoa. Em geral, as regiões com fios fortes e saudáveis são a região da nuca e as laterais da cabeça, portanto essas costumam ser as áreas de onde são extraídos os folículos para o transplante.

Posteriormente, o médico especialista inicia a implantação das raízes capilares na área receptora, com auxílio de equipamento específico e com suporte de equipe multidisciplinar, visando garantir o sucesso do procedimento e a segurança do paciente, que receberá anestesia para a realização do procedimento.

Esse procedimento, em geral, é realizado sem maiores complicações e não exige internação. Quem realiza o transplante pode retornar às atividades normais em pouco tempo, desde que consideradas algumas recomendações feitas pelo médico.

Quais as principais técnicas de transplante?

Existem dois tipos principais de técnicas para a realização do transplante capilar: a técnica FUT, mais tradicional e conhecida, já que está disponível há mais tempo; e a técnica FUE, que é mais recente e que ainda está ganhando espaço no Brasil, mas que consiste também em um processo seguro e feito por especialistas capacitados. Explicamos os detalhes de cada uma delas, abaixo. Confira:

Técnica FUT ou Transplante de Unidade Folicular

A técnica de FUT, sigla em inglês para Transplante de Unidade Folicular, é um procedimento de transplante capilar mais utilizado quando é necessário tratar áreas maiores de calvície.

Consiste na retirada de uma faixa do couro cabeludo, em geral da nuca, de onde são selecionadas unidades foliculares que serão transplantadas no couro cabeludo em pequenos orifícios, que são feitos na área receptora do transplante.

Essa técnica apresenta cicatriz mais visível e tem tempo de repouso mais longo, sendo restritas as atividades físicas, por um período que pode chegar a dez meses após o procedimento.

Técnica FUE ou Extração de Unidade Folicular

Técnica que vem se popularizando por seus resultados e por sua recuperação mais rápida, a técnica de FUE, sigla em inglês para Extração de Unidade Folicular, consiste na retirada dos folículos capilares, um a um, com auxílio de equipamento cirúrgico, e posterior implante diretamente no couro cabeludo, também folículo a folículo, sendo ideal para o tratamento de regiões sem cabelo.

Essa técnica também pode ser realizada com o auxílio de robô operado por um profissional especialista, contando com a vantagem de uma recuperação consideravelmente mais rápida do que o procedimento de transplante capilar pela técnica FUT e com cicatrizes menos visíveis do que no primeiro tipo de procedimento.

Para quem é recomendado o transplante capilar?

O transplante capilar é recomendado, em geral, para os casos onde os tratamentos tópicos e medicamentosos não surtem o efeito desejado ou em casos onde o volume da queda de cabelo é muito expressivo, sendo necessário o procedimento de transplante para recuperar a estética e o bem estar.

Vale destacar que a técnica de transplante capilar utilizada também pode variar de acordo com as recomendações do médico especialista e das necessidades específicas do paciente. Essa escolha é feita após análise cuidadosa do quadro médico, das opções disponíveis para o tratamento do paciente e até mesmo do gênero do paciente, já que no caso da técnica FUE é necessária a raspagem dos cabelos, o que pode ser negativo para pacientes do sexo feminino.

O que você achou de saber mais a respeito do tratamento de transplante capilar, como ele funciona e também quais são as situações onde ele é recomendado? Se você gostou ou ficou com alguma dúvida, acompanhe nossas redes sociais pelo Facebook e Instagram e deixe seu comentário abaixo. Conte conosco!

 

Comentar

Seu e-mail não será divulgado

× Como posso te ajudar?