Rugas dinâmicas: O que são, quais as diferenças, como tratar?

Rugas dinâmicas: O que são, quais as diferenças, como tratar?

Consideradas por muitas mulheres as grandes inimigas da autoestima, as rugas são sinais que demonstram a passagem do tempo e que, muitas vezes, acabam por incomodar ou mesmo gerar descontentamento, mas existem tratamentos eficientes para elas, tanto para as rugas dinâmicas quanto para as rugas estáticas.

Poucas são as marcas de idade ou as lesões de pele que causem tanto incômodo quanto as rugas, já que elas atingem a face e impactam diretamente na percepção estética de homens e mulheres, sendo que atualmente existem vários procedimentos e tratamentos que permitem minimizar esse inconveniente.

Explicamos agora tudo que você precisa saber a respeito das rugas dinâmicas, as principais causas, as diferenças entre rugas dinâmicas e rugas estáticas e também os principais tratamentos disponíveis, atualmente. Confira abaixo e ótima leitura!

Saiba quais os tipos de rugas

A passagem do tempo é inevitável e, como ela, as rugas também costumam ser difíceis de evitar, especialmente com a passagem dos anos. Para lidar com elas, no entanto, foram desenvolvidas diversas opções de tratamento, que permitem minimizar os impactos das rugas e o aspecto de envelhecimento da pele.

Para isso, no entanto, é importante entender que existem dois tipos principais de rugas: as rugas estáticas e as rugas dinâmicas. Apesar de aspectos semelhantes, os dois tipos de rugas apresentam causas e características distintas, que devem ser levadas em consideração ao escolher o tratamento mais adequado para cada caso. Explicamos em detalhe o que são as rugas estáticas e as rugas dinâmicas abaixo. Confira:

O que são rugas estáticas?

Quando falamos de rugas por envelhecimento da pele, estamos falando especificamente das rugas estáticas, que são causadas pelo passar dos anos e de forma natural. Pela diminuição da espessura das camadas e também da estrutura elástica da pele, por conta da perda de colágeno e elastina, e da baixa capacidade de regeneração celular decorrente da idade, essas são as rugas mais comuns e que tendem a aparecer ao longo dos anos.

À passagem do tempo também são somados fatores externos como exposição ao sol, consumo de substâncias como o fumo, doenças dermatológicas que impactem a elasticidade da pele ou resultem em marcas profundas e até mesmo a poluição, sendo que esses fatores costumam estar presentes em maior ou menor grau na vida de grande parte das pessoas.

O que são rugas dinâmicas?

Já as rugas dinâmicas são aquelas causadas pela atividade muscular e à repetição de movimentos do rosto. Como os músculos estão diretamente ligados à pele, a realização de movimentos repetidos provoca o aparecimento de rugas dinầmicas, gerando as chamadas linhas de expressão, especialmente na testa, entre as sobrancelhas e ao redor dos olhos.

É comum que os dois tipos de rugas se desenvolvam em paralelo em uma mesma pessoa, mas as abordagens médicas e os tratamentos recomendados para cada um dos tipos é distinto. Isso impacta nas recomendações médicas de procedimentos a serem adotados, nos cuidados preventivos e também nos cuidados após o tratamento.

Qual a diferença entre rugas dinâmicas e rugas estáticas?

Além das diferentes causas que apontamos acima entre as rugas estáticas e as rugas dinâmicas, é possível destacar também que, muitas vezes, o tratamento utilizado para as rugas estáticas também pode ser utilizado para as rugas dinâmicas, mas é importante que o paciente compreenda que podem ser necessárias tratamentos e abordagens distintas para cada tipo de ruga, cabendo ao médico especialista apontar qual a melhor solução.

Entenda quais os principais tratamentos para rugas dinâmicas e estáticas

Agora que você compreendeu as principais diferenças e semelhanças entre as rugas dinâmicas e as rugas estáticas, é interessante também conhecer quais são os principais tratamentos disponíveis e quais são suas recomendações. Destacamos sempre que o melhor tratamento deve ser apontado pelo médico especialista, que analisará o quadro clínico da paciente e indicará a melhor forma de abordar as rugas. Confira mais detalhes abaixo:

Tratamentos para as rugas dinâmicas

Em geral, o principal tratamento recomendado para as rugas dinâmicas é a aplicação da toxina botulínica tipo A, popularmente conhecida por Botox (nome comercial), que é injetada diretamente no músculo responsável pela formação das linhas de expressão, a fim de relaxar o mesmo e minimizar o aspecto da ruga.

Para rugas mais profundas, o tratamento também pode envolver a aplicação de preenchimento, que tem o objetivo de preencher áreas que apresentam perda de volume, minimizando o aspecto visual das rugas e tornando a área mais uniforme e homogênea.

Tratamentos para as rugas estáticas

Também existem diversas formas de tratar as rugas estáticas, sendo que o tratamento varia de acordo com a região onde estão localizadas as rugas e também do tipo de pele do paciente. É possível utilizar aplicação de luz intensa pulsada, o uso de preenchimentos e hidratações com ácido hialurônico, o uso de tratamentos com aparelhos de laser, infravermelho, radiofrequência, dermoabração e peeling, dentre outras opções.

Vale destacar também que todos os tratamentos para rugas estáticas exigem manutenção, que pode apresentar intervalo de tempo variável, além de produtos como protetores solares e hidratantes para uso domiciliar, que visam proteger a pele e garantir resultados melhores e mais duradouros.

Como é possível perceber, existem diversos tipos de tratamentos para lidar com as rugas dinâmicas e também com as rugas estáticas, sendo que cada uma delas exige esforços e procedimentos diferentes para serem tratadas.

Além disso, é importante destacar que os tratamentos variam de acordo com o tipo de pele, das recomendações médicas e da idade da paciente, sendo importante que essa análise e também a escolha da melhor abordagem seja feita pelo médico especialista e discutida com a paciente.

O que você achou de entender mais a respeito das rugas dinâmicas, das principais causas para seu aparecimento, suas diferenças para as rugas estáticas e também os principais tratamentos para esses tipos de rugas? Se você ficou com alguma dúvida ou deseja se manter informado, nos acompanhe nas redes sociais pelo Facebook e Instagram e deixe seu comentário abaixo, em caso de dúvidas. Conte conosco!

 

Comentar

Seu e-mail não será divulgado